Os 3 Tipos de Trading Em Apostas Desportivas

12 Julho, 2012
2.113 Views

Tal como já tínhamos referido noutro artigo aqui no Grande Aposta, o Trading em apostas desportivas tem crescido imenso e ganha cada vez mais adeptos entre os apostadores. Apesar das muito anunciadas vantagens de poder minimizar perdas ou a meio de um jogo difícil de ajuizar conseguir garantir lucro qualquer seja o resultado, o que é certo é que nem tudo são facilidades.

Existem várias formas de fazer trading, umas mais simples outras apenas aconselhadas aos mais experientes e todas elas diferem na abordagem ao mercado, no tempo que é preciso despender com a análise ao encontro ou até mesmo na capacidade necessária do trader para aproveitar boas oportunidades.

Certamente, que se já experimentou o trading ou já pensou fazê-lo, sentiu uma dificuldade enorme nos seus primeiros passos. Mesmo tendo noção de todos os conceitos necessários como as apostas contra e até mesmo em que consiste o trading, o que é certo é que na altura de fazer a aposta as dúvidas são imensas e os “se’s” são gigantes. Se está a pensar começar a fazer trading ou pelo menos experimentar, aconselhamos vivamente a leitura dos artigos que se seguem para que esteja ciente dos conceitos base necessários:

Essas dificuldades devem-se ao facto de existirem várias abordagens possíveis no trading como o trading antes do evento, o trading ao vivo ou o misto. Cada abordagem tem as suas particularidades e só deve ser tida em conta se as suas qualidades como apostador ou trader se adequarem. Nem todos conseguimos estar a ver um jogo de futebol durante 90 minutos e conseguir perceber se está um golo eminente ou não, se está para haver cartões ou se a equipa A ou B consegue aguentar a pressão do adversário muito tempo.

Tenha no entanto sempre em consideração que o trading poderá exigir muito mais tempo que as simples apostas e mesmo que escolha a abordagem correcta para o seu estilo de apostador ou trader, o sucesso não é garantido. O trading por norma exige uma maior exposição da sua banca e numa fase inicial é normal que cometa erros pelo que deverá experimentar estas abordagens com uma banca menor e separada da banca de apostador. Para efeitos de teste aconselhamos inclusive que o faça numa folha de excel sem investir 1 cêntimo. Se funcionar no excel, funcionará na realidade onde apenas terá que acrescentar o cuidado com a liquidez do mercado.

trading

Trading Pré Evento

Este é o tipo de trading que é aconselhado a quem está todos os dias atento às noticias desportivas. E não se trata apenas de ler as secções do seu clube nos jornais mais conhecidos a nível nacional mas sim consumir tudo o que a comunicação social produz sobre determinado campeonato ou equipas. Só dessa forma você conseguirá perceber a três ou quatro dias do evento, se é expectável que as odds variem ou não. Se há informações contraditórias que tenham levado a casa de apostas a um erro que você mais cedo ou mais tarde poderá aproveitar.

Outra das particularidades inerentes a este tipo de trading prende-se com a previsão do comportamento do público em geral. É sabido que a grande maioria dos apostadores segue os favoritos ou a equipa do coração sendo por isso frequente que as odds dos favoritos variem ao longo do tempo e que a poucas horas do evento começar tenham variações grandes. Isso deve-se a ajustes que as casas de apostas fazem para equilibrar o dinheiro investido nos vários resultados possíveis sendo com esses ajustes que você poderá lucrar.

Se conseguir aliar as informações que consome da comunicação social, eventuais ausências ou qualquer outro factor que possa influenciar o resultado e os  erros iniciais das casas de apostas, ao facto do público em geral pouco querer saber desses pormenores e por norma apostar forte no favorito, então você estará um passo à frente e conseguirá, antes mesmo do jogo começar, garantir o seu lucro qualquer que seja o resultado final aproveitando as variações que o dinheiro do público em geral provocará.

Trading Ao Vivo

É talvez o tipo de trading que mais exige dos traders porque foge não só ao estudo e conhecimento sobre o desporto e o jogo em questão mas obriga a experiência em trading puro, muito provavelmente um software e exige uma capacidade muito grande em perceber quais as melhores alturas para entrar e sair do mercado.

Um trader que trabalhe ao vivo já pouco interesse tem naquilo que a comunicação social especulou ao longo da semana ou se a odd do favorito baixou muito ou pouco. Estudou o jogo previamente e sabe o que as equipas podem ou não podem dar e o que é expectável que aconteça, inclusive os tempos de jogo em que poderá haver golos ou não. A partir daqui é preciso perceber, ao vivo, como entraram as equipas em questão e como está o jogo a correr, se está propício a golos ou propício a cartões, se a equipa favorito entrou a todo o gás e conseguirá golear como esperado ou se pelo contrario o não favorito está a bater o pé e a impor-se no jogo.

A dificuldade está em perceber essas situações numa questão de minutos e ao mesmo tempo perceber como está o mercado a variar, se vale a pena entrar ou não e em que mercado (golos, cartões, vencedor…). O tempo de entrada e saída do mercado, leia-se apostar a favor e contra, é essencial nesta abordagem e isso só está ao alcance dos mais experientes e dos mais preparados.

Trading Misto

Este é por norma o trading de transição para um apostador normal. Consiste no estudo do encontro com o objectivo de prever algumas incidências do mesmo para se apostar nelas antes mesmo do seu inicio. Após escolhidas as apostas definem-se os tempos de saída desses mercados seja para garantir lucro ou minimizar perdas e as apostas ao vivo servem apenas para fechar posições.

Por exemplo, num jogo entre o Barcelona e o Real Madrid e após análise do mesmo, é expectável que haja mais que 2.5 golos no encontro. Então, o trader aposta antes do jogo nesse mercado e define que, assim que houver 1 golo e com o baixar da odd respectiva, irá apostar contra garantindo logo à partida o seu lucro. Por outro lado, define também que, se aos 70 minutos ainda não tiver havido qualquer golo irá apostar contra e assumir parte do seu prejuízo.

Desta forma o trader faz-se valer da sua capacidade de previsão de resultados e não precisa de conhecer a forma como o mercado flutua ao longo do jogo a fundo. Apenas precisa de saber o suficiente para saber qual a variação expectável caso haja determinado evento em determinado tempo para com isso definir as suas alturas de saída do mercado.

 

Agora que já conhece os tipos de trading possíveis e quais as particularidades de cada um, está a pensar em experimentar? Qual o tipo de trading que mais se aproxima das suas qualidades?

Obrigado pela leitura e Grandes Apostas!

Apostador há mais de 10 anos e fundador do GrandeAposta.com é um amante das apostas em geral, conciliando a visão pragmática de um engenheiro com a emoção inerente a qualquer espetáculo desportivo.

12 Comentários

  1. Estimado amigo,gerente ou administrador desta pagina, vejo que tem muita teoria sobre este assunto, possilmente teve ate formaçao nesta area,
    mas nota-se que nunca comprou resultados na bolsa ou mesmo sequer fez alguma vez apostas desportivas.
    E passo a explicar porque digo isto.no mercado de Back ao mais de 2,5 Golos aos setenta minutes, sem ter havido nenhum golo sai para minimizar perdas? ou tem praticamento a stack toda comida (Exemplo stack de 10 Euros, e ja restar pouco mais de 2 Euros.
    Peço desculpa pelo meu comentario, mas e por esta e por outras que tenho lido aqui na net que as pessoas pensam que isto da bolsa de apostas e coisa facil. Cumprimentos

    • Olá Leandro,

      Em ponto algum no artigo digo que é fácil e que está ao alcance de todos. Inclusive alerto para um período inicial de testes, numa folha de excel e sem dinheiro envolvido.

      Precisamente por saber que não é fácil e que não é para todas as cabeças é que faço este “alerta” onde explico os vários tipos de trading e que é preciso os apostadores, primeiro que tudo, identificarem-se com um.

      O exemplo que dá é 100% válido e exemplifica bem o que pode correr mal. Acrescentaria ainda que, por norma 10€ de stake para um trader corresponde, numa abordagem grosseira, a 5€ de um punter. Isso por sí só já revela o aumento de risco que a abordagem também tem…

      Quanto à minha formação e experiência, que de facto tenho alguma, não me vou alongar. Apenas refiro que não me faria qualquer sentido estar a expor conhecimento que eventualmente não tenho/teria 😉

      Cumprimentos e obrigado pelo seu comentário.

  2. Olá Leandro,

    Tenho lido muito sobre trading e é a forma que utilizo para apostar, comecei a 12/10 e tenho tido resultados muito constantes desde o inicio de Novembro, aprendi, ganhei , perdi, e agora felizmente só costumo perder quando faço uma das asneiras básicas ( tipo apostar no clube do coração ou apostar sem fazer ideia nenhuma do que está a acontecer) faz parte do processo de aprendizagem. Eu gosto de jogar em Lay ao menos favorito, ou seja num jogo Barcelona v levante se a odd em lay do levante estiver nos 5/6 max gosto de fazer lay ao levante, claro que o lay tem os riscos de que a responsabilidade é enorme em função do stake, mas assim cubro 66% dos resultados, sendo até os mais prováveis. Faço isto quase sempre, acho que a aposta em back nos deixa sempre à mercê de uma pequena surpresa ( ex: belenenses v porto desta época que ficou 1-1) com lay ao belenenses ganhava-se sempre com back ao Porto perdia-se. Gostaria de ouvir um comentário de um entendido já que apesar de adorar estatística no futebol ás vezes a surpresa ganha à estatística.

    Um abraço,

    M Pereira

    • E ai Marcio… blz? Eu sou novo neste mundo trader também, mas concordo com você em relação ao lay ao menos favorito. Algumas vezes que eu quis ir back ao favorito, acabei sofrendo com algum imprevisto, como empate.
      Como falou, aumenta nossa responsabilidade, mas cobrimos 66%, e isto faz toda a diferença.
      Só não entendi sua posição com relação a odd do lay do menos favorito… Como colocou ali 5/6 é 1,83 certo? Eu acho um pouco complicado achar uma odd desta no menos favorito… Tá certo isto mesmo, ou vc digitou errado?
      Abraço man!

  3. Boa tarde Mário,

    Vi que se dirigiu ao Leandro mas gostava de dar a minha opinião em relação ao que escreveu.

    Em traços gerais, concordo plenamente com o que disse. O factor emocional no trading tem uma grande influência e a aposta no clube do coração ou quando não se tem uma ideia do tipo de equipas envolvidas pode ser extremamente prejudicial. Quando refere que usa o “método” de lay ao menos favorito, tenho de dizer que também gosto muito desse mercado e que o enquadro no factor emocional (neste caso positivo), sou um apostador que não lido bem com o impacto visual de ver a minha aposta no vermelho e usando o lay ao menos favorito, estando tudo dentro da normalidade, dificilmente a odd vai descer, logo estaremos sempre em green o que nos ajuda bastante em termos emocionais.
    Obviamente que temos de ter em conta que estamos perante uma aposta onde a responsabilidade é maior, mas para isso teremos de ajustar a nossa stake para que nunca se aposte mais do que aquilo que estamos dispostos a perder.

    Os melhores cumprimentos e resto de boas apostas.

  4. Bom dia Ricardo,

    Obrigado pelo comentário, percebo bem a dificuldade emocional de gerir o Red… tenho entretanto mudado as minhas apostas, isto é neste momento faço trading principlamente em 3 mercados ( lay ao menos favorito, back ao favorito quando a odd justifica e back ao menos 3,5 golos).
    Assim faço a gestão da seguinte maneira. Quando faço lay ao menos favorito assim que existe um golo do favorito faço um back garantindo um green book ( problemas quando o empate se mantém muito tempo demora até sairmos do RED mas se estivermos a ver o jogo consegue-se controlar as emoções), back ao favorito ( bom no campeonato inglês e quando as boas equipas vão a terrenos mais complicados) aqui faço back ao favorito quando a odd está acima de 1.58/59 mesma regra assim que fazem um golo faço lay para obter um green ( aconteceu-me com o chelsea v stoke fiz back ao chelsea a 1.71 e o chelsea assim que marcou a odd desceu tanto que obtive um belissimo green, nota o chelsea veio a perder esses jogo por 3-2, percebem a importância de seguir regras?) mercado de golos ( nunca entro antes dos 10m e so entro com back aos 3,5 se a odd do favorito está acima de 1.90, entro normalmente com stakes de 50 a 100€ por volta dos 25/30m dependendo de como esta o jogo faço um lay e obtenho o green ai). Atenção em todos estes tipos de apostas há riscos, por ex no mercado de golos se houver um golo ficamos muito mis tempo expostos e ai há que lidar com a emoção. Aprendi também que mais vale um pequeno red que esperar ás vezes por grandes greens que nunca aparecem ou para os quais precisam de estar muito expostos. A regra do trading, para mim, é cumprir sempre as regras que definiram e não cairem em tentações/emoções.
    Fica aqui de boa vontade a minha, ainda pouca, experiência. Partilhem também as vossas e critiquem estas se acharem que algo está errado que estará de certeza… não tenho perdido nada mas tenho sofrido de vez em quando…. um abraço a todos!
    M Pereira

  5. Boa tarde. entrei neste mundo á uma semana a titulo experimental. entrei na BET365 com 10eur(+10 de bónus) e é claro que sem experiencia e a jogar um pouco com intuição facilmente fiquei reduzido a 2eur. posso dizer que perdi 10eur ao apostar na vitoria do slb frente ao arouca, perdi ao apostar na vitoria forasteira do Chelsea para a premier que acabou por perder. Agora é que comecei a pesquisar a sério sobre apostas e deparei-me com termos que não conheço tais como: “gerir um red”, “lay”, “back”, “stake”.Em geral sei que se deve analisar bem onde se vai apostar e não perder a cabeça quando se vê uma boa oportunidade de lucrar sem estar dentro do contexto e acabar por perder. como saber de todos estes movimentos e mesmo gerir as apostas sem correr grandes riscos? Os apostadores costumam usar folhas em exel ou mesmo software só porque precisam gerir várias apostas ou por mais motivos? qul a melhor sala de apostas? Um abraço a todos

    Nuno Martins

    • Olá Nuno,

      As perguntas que faz são de facto pertinentes para quem está a começar nas apostas no entanto cada apostador tem a sua forma de apostar e de gerir as suas apostas. O que lhe digo é apenas a titulo pessoal e haverá certamente quem o faça de outra forma. Acima de tudo encontre aquela que melhor se adapta a sí.

      Antes de ter começado a apostar resolvi primeiro documentar-me um pouco e perceber como funciona este mundo. Li bastante sobre apostas, formas de apostar, formas de gerir a banca e acabei por fazer 8 meses de experiências e testes numa folha de excel. Foram uns valentes tempos a estudar jogos, a fazer escolhas e regista-las numa folha de excel sem nunca lá meter um cêntimo.

      A partir do momento em que afinei algumas, ganhei alguma experiência e percebi onde é que conseguia ganhar dinheiro, escolhi duas casas de apostas e atirei-me a elas.

      O excel é uma ferramenta potente para qualquer apostador, quer seja para gerir várias casas ao mesmo tempo, quer mesmo para fazerem uma análise mais detalhada aos seus rendimentos e perceberem o que está a correr menos bem e o que está a correr super bem.

      Já a escolha da casa de apostas depende. Depende do desporto, do tipo de apostas, do dinheiro que se quer ter envolvido. Tudo isto é uma análise que terá que fazer depois de perceber no quê e como quer apostar.

      Dê uma leitura noutros artigos do site e certamente encontrará algumas respostas 😉

      Um abraço

    • Olá Nuno,

      O meu conselho jogar na betfair e aprender a fazer trading, casas de apostas como a bet365 para quem não tem experiência podem ser complicadas, até porque sói apostando num resultado fica dependente do mesmo e quando tal não acontece perde-se o valor apostado. Sugiro um aleitura bem atenta no site e noutros tb, estude bem o trading e faça teste em excel ou com pequenas quantias 1 ou 2€ . Um ABraço,
      M

  6. Gostei do artigo e tambem dos comentário, faço trading até hoje quase exclusivamente no mercado 2.5 golos, várias entradas e saídas conforme o jogo se vai desenrolando.

    • Olá Filipe,

      Desde já obrigado pelo teu comentário e pela partilha.

      Essa é de facto uma das vertentes do trading ao-vivo, com várias entradas e saídas no mercado ao longo do jogo. É um tipo de trading mais agressivo mas também necessita de um pouco mais de experiência de como os mercados funcionam ao longo do jogo (consoante os acontecimentos do mesmo).

      Algum motivo em especial para trabalhares apenas no mercado do over2,5?

      Abraço

  7. Vale a pena a Leitura, é um bom Artigo, ainda mais agora que o trading está se popularizando.

Leave A Comment